12/01/2022 14:40 - EM
Olímpico
Maior bloqueadora da Superliga, Lays aposta em evolução no returno
Com 48 pontos no fundamento, central tricolor acredita que torcida fará a diferença em Laranjeiras


Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Maior bloqueadora do primeiro turno da Superliga Feminina de vôlei, com 48 pontos marcados no fundamento, Lays é um dos destaques do Fluminense na temporada 2021/2022. Chamada de Paredão a cada vez que para o ataque adversário, a central de 26 anos diz estar vivendo um dos melhores momentos de sua carreira e acredita que o desempenho do time será ainda melhor no returno do campeonato nacional. Ela aposta na força da torcida tricolor nos jogos em Laranjeiras.

Leia mais: Jogo contra o Brasília Vôlei será o primeiro do Fluminense em 2022

"Ainda temos o que melhorar em quadra. Estávamos engasgadas com os resultados diante de equipes grandes, perdendo jogos no tie-break, e a vitória sobre o Sesi foi muito boa para gente nesse sentido também. Acho que podemos surpreender nesse segundo turno, principalmente nos jogos em casa. Jogamos muito bem em Laranjeiras, é o nosso caldeirão. Sou apaixonada", disse Lays.

Quem vê a central no topo da lista de maiores bloqueadoras da Superliga, à frente de nomes como o da bicampeã olímpica Thaisa, não imagina que o fundamento era um de seus pontos fracos. Com um talento natural para o ataque, Lays precisou se dedicar aos treinamentos de bloqueio para conquistar seu espaço.

"Em meu primeiro ano no time adulto, no Pinheiros, o técnico treinava muito bloqueio e eu ficava decepcionada com o meu rendimento. Já cheguei a sair chorando do treino. Gosto muito de conversar com as pessoas sobre o meu desempenho e, sempre que perguntava em que podia melhorar, diziam que era no bloqueio. Então, coloquei na minha cabeça que tinha que evoluir nesse fundamento. Para esta temporada, antes mesmo de fechar com o Flu, minha meta era focar no bloqueio", explicou.

Leia mais: Fluminense enfrentará o Osasco nas quartas de final da Copa Brasil

No Fluminense, Lays encontrou o treinamento que precisava para alcançar seu objetivo. Juntamente com o analista de desempenho, Tobias Fares, o técnico Guilherme Schmitz deu ênfase ao treino do fundamento. Um telão foi instalado ao lado da quadra do ginásio de Laranjeiras e as atletas tinham a oportunidade de ver e corrigir o posicionamento durante a atividade.

"Minha cabeça já estava programada para trabalhar isso e as coisas foram fluindo. O esquema montado pelo Guilherme ajudou muito. Você pode visualizar onde está errando e vai acertando a mão. Agora peguei gosto pelo bloqueio e durante os jogos eu já penso: não vai passar".

Depois da parada para as festas de fim de ano e o adiamento do jogo contra o Osasco São Cristóvão Saúde, Lays volta à quadra nesta sexta-feira (14/01). O Fluminense enfrenta o Brasília Vôlei às 20h, no Sesi Taguatinga, em Brasília, em jogo válido pela segunda rodada do returno da Superliga Feminina.

Texto: Comunicação/FFC
Fotos: Mailson Santana/FFC





Umbro orig original
Betano original
Gazin original
Tim original
Patrocinio.jpg original
Hotelnacional original
Brahma original
Zinzane original
Orthopride original
Samoc original
Avanutri original
Aguiabranca original
Puri original
Bluepex original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Telecall original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Top on original
Singular original
Opusseg original
Coachid original
Donna original
Estacio original
Cbc original
Dmcremocoes original
Prosoccer original
Fourtrade original
Phnorte original
Playermaker original