09/09/2021 19:00 - EM
Futebol | Xerém | Clube | Futebol Feminino
Flu entrega exemplares do livro de Xerém a jogadores e funcionários da base
Obra lançada pelo clube retrata a história das categorias de base do Tricolor


Na manhã desta quinta-feira, no CTVL, o Fluminense entregou a jogadores e funcionários da base cerca de 50 exemplares do livro "Xerém – Guerreiros nascem aqui", lançado em setembro.

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!



"Xerém é importante para a minha carreira. Fico feliz em ser lembrado no livro. Quero trabalhar e me dedicar cada vez mais para marcar meu nome na história do clube", diz o meia Arthur, do Sub-17. "É um privilégio ser um moleque de Xerém. Sei que é o sonho de milhares de jovens", afirma o lateral-esquerdo Marcos Pedro, do Sub-20.



"Dhaniel Cohen conhece o Fluminense como a palma da mão. É importante retratar o que Xerém, fábrica de craques, representa para o Fluminense, pioneiro em mais um lançamento", declara Daniel Pinheiro, técnico do Sub-16.



A produção, assinada por Dhaniel Cohen e Carlos Santoro, reforça a tradição pioneira do clube, que é o primeiro no mundo a abordar suas categorias de base em uma obra oficial.

"O livro é mais uma ferramenta de divulgação do trabalho realizado em Xerém. Os funcionários vivenciam o dia a dia e fazem a engrenagem funcionar para gerar grandes atletas. Eles são extremamente responsáveis e merecem ser agraciados com a lembrança", conta o diretor da base, Antônio Garcia. "É interessante a iniciativa de entregar o livro para os funcionários, para que eles se sintam, cada vez mais, parte da história. O livro já gerou uma enorme repercussão. Todos estão satisfeitos", revela o vice-presidente Rui Reisinger.



A base do Time de Guerreiros, conhecida por revelar jogadores mundialmente renomados, possui como um de seus pilares a formação do cidadão, como adianta o lema: "faça uma melhor pessoa, que teremos um melhor jogador". Para cumprir a tarefa, o Tricolor aposta no trabalho desenvolvido por departamentos dedicados ao âmbito social.

"Estou há 10 anos no clube. Para mim, é emocionante conhecer a história do período anterior e relembrar a passagem de atletas que se formaram em Xerém e que estão em ascensão no esporte. Para aqueles que estão começando, é maravilhoso ver, no livro, o que eles podem se tornar", diz a assistente social Débora Menezes.



"A história do Fluminense é gigante e importante dentro do esporte brasileiro. É mais do que justo deixá-la registrada, para que os atletas conheçam o legado e ajudem a renová-lo. O livro é uma forma inspiradora de levar os meninos a valorizar o clube. Houve um grande investimento de sonhos e de propósitos para montar a boa estrutura à nossa disposição", completa a psicopedagoga Kátia Magalhães.



Representante do clube na Seleção Brasileira campeã olímpica em Tóquio-2020, ao lado do preparador físico Marcos Seixas e do zagueiro Nino, o médico Marco Azizi projeta a prosperidade da categoria. "É importante ter no Fluminense pessoas que façam o relato histórico para manter viva a história do clube. A partir do passado, podemos ter um presente e um futuro melhores, evoluindo cada vez mais", afirma.



Xerém é, ainda, a casa do Futebol Feminino do Flu, que, desde a reestruturação, em 2019, conquistou três vice-campeonatos cariocas e um título brasileiro, considerando base e adulto. Com a evolução do projeto, Amanda Storck mira seguir os passos do masculino e virar referência na revelação de jogadoras.

"Recebemos meninas cada vez mais jovens para podermos formar em Xerém. Elas se sentem realmente identificadas e abraçadas pelo clube. A forma como o Fluminense trata o Futebol Feminino é única, dentre diversos clubes do país. Ter a nossa história registrada no livro é gratificante", declara.



"O clube pensa no desenvolvimento do ser humano, independentemente de ser homem ou mulher. O Futebol Feminino colocou a nossa camisa em um degrau mais alto. Falo sempre sobre edificar. Precisamos começar com uma estrutura sólida, degrau por degrau. Venho de uma família de tricolores e de mulheres fortes. Ser motivo de orgulho por representar o clube do coração me dá a sensação de dever cumprido. É uma honra ter um pouco da minha história como treinadora e do trabalho construído com as meninas retratadas no livro", encerra a treinadora da equipe adulta, Thaissan Passos.


Texto: Comunicação/FFC
Fotos: Marina Garcia/FFC





Umbro orig original
Betano original
Gazin original
Tim original
Patrocinio.jpg original
Hotelnacional original
Brahma original
Zinzane original
Samoc original
Puri original
Bluepex original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Telecall original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Top on original
Singular original
Opusseg original
Coachid original
Donna original
Estacio original
Cbc original
Dmcremocoes original
Prosoccer original
Fourtrade original
Phnorte original
Playermaker original