08/06/2019 21:00 - EM
Futebol | Clube
Mário Bittencourt é o novo presidente do Fluminense
Candidato da chapa "Tantas Vezes Campeão" será o mandatário tricolor até dezembro de 2020



Mário Bittencourt é o novo presidente do Fluminense. Em eleição realizada neste sábado, dia 8 de junho, o candidato, tendo Celso Barros como vice geral, superou Ricardo Tenório e Wagner Victer, da chapa "Libertadores" com 2225 votos contra 1032. Esta foi a segunda eleição com participação do Sócio Futebol. A posse acontecerá na próxima segunda-feira.

Aos 40 anos, o advogado Mário Bittencourt, que já foi vice de futebol e vice jurídico do Clube, agradeceu o apoio dos sócios e da torcida:

"Quero agradecer a eleição limpa que tivemos. Esse exercício da democracia é muito importante. Fico muito feliz em ver que todos os sócios se uniram e vieram votar. Comecei como estagiário em 1998 e agora tenho a honra de ser o presidente do Fluminense. Espero que nosso Clube possa dar alegrias para a gente e para os nossos filhos. Segunda-feira começa o trabalho, que será árduo".

Após os agradecimentos, Mário Bittencourt concedeu entrevista coletiva à imprensa e falou sobre os planos da gestão. Confira abaixo:

Eleição:

A antecipação da eleição traz uma dificuldade, que é assumir o clube no meio do caminho, com um trabalho já iniciado no futebol, mas a pausa para a Copa América vai nos ajudar a analisar maneiras de resolver as questões emergenciais. Estaria sendo leviano dizendo que resolveria todos os problemas do Fluminense nos primeiros meses de gestão, mas a ideia é trabalhar muito no início, principalmente nas questões salariais.

Segundo Celso Barros, o Fluminense precisa resgatar a credibilidade e a antecipação da eleição mostrou a necessidade de mudanças que o clube precisava.

Dívidas e Ato Trabalhista:

Precisamos organizar a dívida para que o Fluminense possa ter fluxo de caixa. Operacionalmente, o Fluminense é um clube viável. Ele fatura mais do que gasta, por exemplo, no futebol. O problema é que o valor da dívida engole essa diferença e isso acaba "engessando" nosso fluxo de caixa. Nossa ideia é reparcelar as dívidas trabalhista, fiscal e cível, que são grandes problemas do Fluminense, e aí sim passar a ter fluxo de caixa. Com as receitas ordinárias e extraordinárias entrando no fluxo de caixa, conseguimos pagar os salários.

Patrocínio:

Não só o patrocínio, mas a questão do Sócio Futebol, que eu tenho me preocupado bastante. Se o Fluminense conseguir implementar um plano de Sócio Futebol forte, e vários clubes no Brasil tem mais de 50 mil sócios, fazendo uma conta rápida, com um ticket médio de R$ 60, você teria uma receita de 3 milhões por mês, que é muito maior que um patrocinador master. Tivemos uma conversa com duas empresas para patrocínio master. Todo trabalho tem que ser incessante no sentido de atrair novas receitas.

Futebol:

Queremos manter o trabalho. Eu e Celso consideramos o trabalho do Fernando Diniz muito bom. Óbvio que o Fluminense precisa voltar a vencer no Campeonato Brasileiro, tentar vencer os próximos jogos e voltar para os trilhos. O trabalho é muito bem feito, até dentro das condições que o Fluminense tem. Valorizamos a comissão técnica e os jogadores. Por ter ficado tantos anos no departamento de Futebol, acabei construindo uma relação de respeito. Algumas pessoas chamam de proximidade e eu chamo de respeito. Não só a mim, mas também com o Celso. Nós sempre cumprimos nossos compromissos e nossa palavra com jogadores e funcionários do clube. Quero conversar com os jogadores já neste domingo.

Ídolos:

Obviamente que repatriar jogadores que aqui fizeram história pode fazer com que os patrocinadores possam se aproximar. Temos algumas ideias e projetos em relação a isso. Alguns nomes já manifestaram a vontade de voltar ao Fluminense e é um desejo nosso também, mas eles sabem que a realidade é outra e que podem nos ajudar a captar patrocinadores. É um desejo, desde que o Fluminense cumpra as obrigações, tenha os salários pagos, busque um patrocínio master e espero que eles entendam que o Fluminense passa por uma recuperação. Não houve nenhuma conversa com jogadores sobre valores. Se houver a possibilidade de trazê-los ainda esse ano, vamos trabalhar para isso. O Campeonato Brasileiro é longo, acredito que tenhamos que fazer contratações, mas também precisamos pensar na Copa Sul-Americana.

Vale ressaltar que foi um dia exemplar de exercício da cidadania tricolor nas Laranjeiras. Sem problemas na sede das Laranjeiras, a votação ocorreu de maneira transparente, com as urnas do TRE garantindo um sistema seguro. Houve somente cinco votos brancos e 24 nulos.

Mais fotos: https://www.flickr.com/photos/oficialflu
Fotos: Mailson Santana/FFC






Ua original
Tim original
Autovisa original
Fortevir original
Kashbet2 original
Azeiteroyal original
Gatorade original
Brahma original
Futebolmelhor original
Bioleve original
Puri original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Grupoentreter original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Redeon original
Parceiro cbc original
Opusseg original