08/04/2020 15:00 - EM
Futebol Feminino
Futebol Feminino: Conheça a volante Gabi Lopes
Atleta é um dos reforços do Fluminense em 2020


Seja Sócio e tenha vantagens na compra de ingressos, além de descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!


Ficar se jogar não tem sido fácil para Gabriella Lopes, volante que chegou para somar na temporada 2020 no futebol feminino do Fluminense. A atleta de 20 anos é um dos novos reforços do time da técnica Thaissan Passos e não vê a hora de voltar a vestir a camisa Tricolor, assim que a paralisação em combate à COVID-19 terminar.

“Estou muito ansiosa, não vejo a hora dessa pandemia passar para voltar a fazer o que eu mais amo”, comentou Gabi, contando um pouco sobre a rotina durante a quarentena. “Meus dias estão sendo divididos entre muitos treinos, que foram passados e acompanhados pela nossa comissão técnica, além de Netflix e, o mais importante, estar em casa com a família”, declarou.


Natural de Ribeirão Preto (SP), a volante, que também atua como zagueira, estreou as chuteiras ainda pequena e também se aventurou no futsal. “Comecei em um projeto social da Polícia da minha cidade. Depois, fui para o futsal, fiquei quatro anos jogando. Então, surgiu a oportunidade de voltar a jogar no campo”, disse Gabi, que passou por times como Cravinhos, Sertãozinho e Ferroviária, todos de São Paulo.

Pelo Fluminense, a atleta fez seu primeiro jogo justamente na única partida oficial disputada pela equipe feminina no ano: diante do Toledo (PR), na estreia do Campeonato Brasileiro Feminino A2, em Laranjeiras. “Vestir essa camisa de tradição foi muito emocionante para mim. Quero fazer história no Fluminense e dar muita alegria aos tricolores”, exaltou a volante.


Gabi também projetou o ano no Flu e garante que 2020 será muito vitorioso. “A expectativa para a temporada está sendo muito boa. Temos um propósito a se cumprir, que é estar na Série A1 em 2021. Esse é o meu dever, é o que vamos buscar fazer nesse ano no Fluminense”, explicou. Sobre o crescimento da modalidade, Gabi acredita em um avanço ainda maior depois da Copa do Mundo de Futebol Feminino que ocorreu ano passado, na França.

“Acho que 2019 foi o ano da revolução do futebol feminino no Brasil. As pessoas abraçaram a modalidade e estão começando a nos apoiar por igualdade”, afirmou a volante, que tem Formiga como inspiração. “Gosto muito da Formiga, pois jogo na mesma posição que ela, a admiro muito como atleta e gosto muito do futebol dela”, concluiu.


Texto: Comunicação/ FFC
Fotos: Mailson Santana/ FFC





Umbro original
Sika original
Tim original
Docerio original
Gatorade original
Brahma original
Futebolmelhor original
Bioleve original
Puri original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Top on original
Parceiro cbc original
Singular original
Opusseg original
Mazars original