27/06/2020 14:11 - EM
Futebol
Em entrevista coletiva Fred abre o coração no CT do Flu
Acompanhado por Mário Bittencourt, atacante falou sobre volta ao clube e estreia amanhã


Seja Sócio e tenha vantagens na compra de ingressos, além de descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Em entrevista coletiva online, na manhã deste sábado (27/06), pela FluTV, direto do CT Carlos Castilho, o atacante Fred e o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, falaram sobre o retorno do campeonato, a volta do atleta ao clube e diversos outros assuntos. Veja a seguir como foi:

Fred e a motivação

Estou muito motivado, muito ansioso também, para esta estreia. O Odair me perguntou se eu gostaria de participar do jogo né? Devido ao longo tempo sem jogar um jogo oficial. E eu disse que queria, estou muito motivado. Eu encontrei o mesmo ambiente que eu deixei quando eu saí daqui do Fluminense. Todo mundo bem unido. Com certeza tudo vai dar certo e já vai começar amanhã nessa estreia onde a gente tem que buscar uma vitória e classificação.

Fred e a relação com a torcida

Cara eu vi que que é diferente o meu relacionamento com a torcida quando eu vi a minha esposa, que não entende nada de futebol, me dizer que é diferente quando eu coloco a camisa do Fluminense. Eu acho que ela faz a marcação forte lá nas minhas redes sociais né? Para ver quem tá mandando mensagem, elogiando, dando carinho, agradecendo a volta, falando que vai apoiar do início ao fim. Eu sempre deixei muito claro que o Fluminense é o lugar que mais me me transformou, tanto como atleta, como no caráter. Mudou meu caráter também como pessoa como ser humano, devido a coisas que eu conquistei eu passei aqui dentro do clube. Dificuldade que, para mim, são consideradas grandes vitórias. É o clube onde eu recebi mais apoio. Certeza que eu vou poder retribuir mais uma vez, com os gols, com a dedicação ali dentro de campo e fora de campo. No que precisar, em qualquer coisa, eu tô sempre disponível para dar minha vida pelo Clube.

Mário, a saída e volta de Fred

Eu acho que o retorno do Fred faz um reparo histórico. A saída do Fred em 2016 não podia, na minha concepção, e falo como presidente, como torcedor, não podia ter ocorrido. Quando a gente renovou o contrato, no início de 2015, estávamos Estados Unidos, na Flórida Cop. Ele tinha recebido uma proposta boa para ir para China, nós conversamos durante horas, eu era vice-presidente futebol e tentei convencê-lo. Ele se convenceu de ficar no Fluminense. Obviamente que a gente fez uma excelente proposta na época, mas não chegava nem perto da proposta que ele tinha.  Ficar aqui, ficar em casa, fazer aquela segunda apresentação dele em 2015, ele já tinha tido apresentação de 2009, que era um contrato para durar até 2019. Depois de renovar era encerrar a carreira no Fluminense. Essa era minha ideia em 2015, mas em 2016 ele saiu. Era um compromisso meu com as pessoas. Não era um compromisso de campanha, mas como torcedor. Aí, coincidentemente, eu me tornei presidente do clube e fiz valer o que acho que toda a torcida do fluminense queria então. Trazê-lo de volta, para ele encerrar o ciclo que não deveria ter sido interrompido. Para que ele possa terminar conosco a carreira dele, como atleta profissional e, como a gente já falou na live de apresentação, quem sabe, seguir conosco aqui depois no clube como um profissional. E um representante da nossa marca, da nossa história.

Fred e a estreia fora do Maracanã

A assessoria já me falou que estou a dois gols do Louco Abreu. Eu queria fazer pelo menos um gol no domingo, para estrear bem. Já tenho objetivo extra, pelo menos dois gols. Aí vou igualar a marca.  Vejo todos esses números de forma natural, não pressiona. É legal, quem sabe, poder escrever mais uma vez o nome no Engenhão, que é tão importante para gente porque ganhamos campeonatos lá.

Fred e um Lugar na equipe

O professor Odair já teve sucesso no Inter com o Guerreiro e com D'Alessandro jogando, mesmo perfil. E eu acho que a gente tem que deixar bem claro, aqui hoje, nós não vamos ter a performance física que a gente tinha com 20 anos. Mas a gente pode entregar bons resultados. Esses dois jogadores, que são grandes atletas foram super bem lá no Inter, jogaram todos os jogos juntos. O que ele pedir para a gente fazer, o que for melhor para o grupo, vai ser feito. Se jogarmos os três, for melhor para o time, vamos jogar. Agora, se for jogar só dois, se for jogar um ou nenhum, vai ser o que for melhor para o clube. A gente vai dar suporte dentro ou fora, para a gente ganhar os jogos. É certo que dentro de cada jogador, seja ele com 16 anos, que é o caso do Miguel, ou de 36, todos querem jogar, todos querem fazer gol

Fred e o time

Aqui nós temos dois jogadores de muito brilho, mas temos jogadores rápidos, temos o gringo, temos Wellington Silva, temos o Mateus, temos o Evanilson - muito rápido também - e ele também vai encostar quando tiver o lado contrário e, inclusive, podemos também jogar juntos. Quando a gente vai formar um time, um grupo, não adianta você ter um monte de jogador rápido. Tem que ter um ganso, um Nêne. Tem que ter jogadores que acham um espaço. Tem que ter equilíbrio e nós temos. Acho que, aqui no clube, nós temos cinco a seis jogadores que podem desequilibrar com brilho, com arrancada. Estou muito empolgado.

Fred fala sobre o risco de retorno depois da paralisação

Em relação ao risco de lesão, quem é da parte mais técnica vai entender bem melhor. A gente ouve fisiologista, preparadores físicos, e todos sabem que uma coisa é você colocar chuteira, fazer movimentação de jogo é diferente. Treino é uma coisa, jogo é outro. Então esse risco de lesão, realmente, existe. Entrou lá dentro, tem que ser entrega máxima. Tem que consegui as coisas para proteger minimamente, falando em aumentar o número de substituições eu acho que todas equipes vão usar isso por um período. O risco aumenta bastante, não é ideal. Mas a gente está indo com o coração aberto, sem medo, sem preocupação, a gente também poder levar um pouco dessa alegria para os torcedores que vão estar em casa assistindo a gente.

Texto Comunicação FFC
Fotos: Lucas Merçon



Umbro original
Sika original
Tim original
Docerio original
Gatorade original
Brahma original
Bioleve original
Puri original
Ambipar original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Top on original
Parceiro cbc original
Singular original
Opusseg original
Mazars original