18/04/2017 15:44 - EM
Xerém
Samorin vai além do futebol e leva cultura para jovens de Xerém
Evolução como jogador e ganho cultural são comemorados por familiares do STK Fluminense Samorin


Peu, o artilheiro do STK Fluminense Samorin nesta temporada, ao lado de sua esposa em Bratislava

Faça uma pessoa melhor e você terá um melhor jogador. Além de todo ganho tático e a intensidade de jogo diferente que os jogadores do Fluminense têm oportunidade de vivenciar na Europa, o STK Fluminense Samorin possibilita aos Moleques de Xerém uma bagagem cultural diferenciada.

O Fluminense acredita que a família é fundamental na formação dos jovens atletas. Com a presença das esposas, os jogadores e profissionais de Xerém, que fazem parte do projeto, podem conhecer, nos tempos livres, as cidades próximas a Samorin, o que tem dado um ganho cultural de valor inestimável.

- Minha primeira impressão de Samorin foi de uma cidade pequena, mas muito acolhedora. Tive uma rápida adaptação no país. Tudo é muito perto, o que facilita muito quando chegamos em um país completamente diferente da nossa realidade. Meu marido estar no projeto do Fluminense Samorin nos traz muitos pontos positivos. Para a formação dele como jogador é de muita importância, pois a experiência fora do país acarreta em muita maturidade e em uma amplitude de conhecimentos. Aqui, ele tem a oportunidade de adquirir visões de jogo diferentes e assim sempre aperfeiçoar o seu trabalho. Estamos no centro da Europa o que traz muita visibilidade para ele, também. O objetivo principal é sempre retornar ao Fluminense com uma bagagem profissional muito maior, conversamos sempre isso. Trabalhar em um lugar diferente com pessoas de outros lugares beneficia muito o jogador tanto dentro como fora de campo. Com certeza são experiências que vou levar para vida toda. Fiquei encantada por todas as cidades, os lugares são incríveis - contou Marcella da Cruz, esposa do atacante Peu.

O auxiliar técnico Thiago Macedo conheceu Budapeste ao lado da esposa

Além dos jogadores, o projeto do Fluminense na Europa serve para aprimorar o conhecimento dos treinadores de Xerém. Atualmente, o técnico do Sub-11, Thiago Macedo, é auxiliar do finlandês Mika Lonnstrom. A esposa do profissional, Ana Claudia Macedo, que é fisioterapeuta, se encantou pelo projeto e pela região.

- Fiquei muito feliz como o Thiago conseguiu se adaptar bem, como a interação com o treinador Mika foi excelente e isso certamente foi e vai continuar senso um fator de crescimento profissional importante. A cidade de Samorin é muito bem localizada, muito perto das fronteiras, então isso facilitou fazermos viagens de um dia para conhecer outras cidades. Adoramos Viena, Budapeste e Bratislava. Muita história, lugares lindos... - disse Ana Claudia Macedo.

Comunicação Institucional FFC
Fotos: Divulgação Flu Samorin





Under armour
Frescatto
Brahma3
Gatorade
Tim
Parceiro movimento futebol melhor
Parceiro bioleve
Parceiro senior
Parceiro sos mata atlantica
Coppertone
99
Parceiro cbc