Show no Salão Nobre marca centenário de Mário Lago

O Fluminense pôde reviver na noite de sexta-feira (25/11) os momentos áureos do Salão Nobre. Foi um dia de homenagens ao centenário do grande torcedor Mário Lago e que terminou com um show com artistas da MPB 100% tricolores. Nomes como Eduardo Galloti, Délcio Carvalho, Agenor de Oliveira, Didu Nogueira, Wilson Moreira e Lúcio Sanfilippo. O evento foi aberto a sócios e não sócios. Cerca de 200 pessoas estiveram presentes.

Mais cedo, em festa para convidados, foi lançado o selo ao centenário de Mário Lago, comemorado neste sábado (26/11). A vice-presidente Social, Erica Bittencourt, recebeu a medalha comemorativa da Casa da Moeda, que será entregue ao Flu-Memória.

– Mário Lago é um ícone da cultura brasileira. Sua história se mistura à do Fluminense. Ele participou da época áurea do clube, e estamos tentando resgatar justamente isso, essa profusão social – destacou Erica.

O vice-presidente de Relações Institucionais do clube, Alexey Dantas, disse que é um exercício de cidadania tricolor reverenciar os ídolos dos mais variados segmentos da história do Fluminense:

– É difícil expressar em palavras a relevância e inúmeras contribuições do grande e saudoso tricolor Mário Lago.

Mário Lago Filho, o Mariozinho, afirmou que a homenagem não poderia ser realizada em outro local:

– Certamente ele adoraria. Não poderia ser em outro lugar. Ele vinha assistir a jogos aqui. Nem sei como essa paixão começou. Parece que sempre esteve ali com ele.

Mário Lago é reconhecido por seus talentos múltiplos. Foi ator, compositor, radialista, escritor, poeta, autor de teatro, cinema, rádio e TV.