Histórico

Natação

Histórico

A natação é uma das modalidades esportivas mais tradicionais da história do Fluminense. A principal missão da Natação do Fluminense é formar atletas de alto nível, com condições de se destacarem no cenário nacional e internacional. O projeto implementado no Clube se inicia nas escolinhas de aprendizado, onde a criança aprende a nadar com professores especializados, e continua através das diversas equipes competitivas formadas nas diversas categorias, na qual atletas de todas as faixas etárias estão aptos a participar. Com grande destaque no cenário carioca e brasileiro, a natação tricolor vem cedendo continuamente atletas para as seleções cariocas e brasileiras desde as categorias de base até a adulta, consolidando assim o excelente trabalho de formação que vem sendo realizado no Clube.

O Parque Aquático localizado na sede do Fluminense nas Laranjeiras foi construído em 1919. Em 1961, em reconhecimento a excelente participação dos atletas do Clube nos Jogos Olímpicos de Roma, a piscina principal, que era de 25m, foi transformada para 50m, com dimensões olímpicas. No 2º semestre de 2012, a piscina passou por uma grande modernização, seguindo os padrões da Federação Internacional de Natação (FINA) e da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), com borda tipo praia (com a água transbordando para uma canaleta), ampliação da cabeceira da piscina olímpica, troca de piso e azulejos das piscinas infantil e de aprendizagem, reforma da parte hidráulica e da casa de máquinas e instalação de gerador de cloro.

As equipes de natação formadas no Clube disputam rotineiramente as principais competições oficiais nos níveis estadual, nacional e internacional. Entre 1915 e 1978, o Fluminense foi campeão carioca (estadual) 31 vezes, tendo a equipe de natação masculina sido campeã por 23 anos consecutivos entre 1941 e 1963 e a equipe feminina por 13 anos entre 1938 e 1950. Em 2008, o Fluminense retomou a hegemonia da natação no Rio de Janeiro, com a conquista do título de campeão estadual na categoria absoluto, fato que não ocorria desde 1978. Esta hegemonia se consolidou nos anos subsequentes, com a conquista do título principal da natação do Estado nos anos de 2009, 2010 e 2012. Ainda na categoria absoluto, o Fluminense conquistou pela primeira vez o título do TOP 16 SWIM MEET, competição anual que reúne os 16 melhores atletas de cada prova. Na base a supremacia do Fluminense é confirmada com a conquista de diversos títulos dos Estaduais de Verão e Inverno nas categorias Mirim, Petiz, Infantil, Juvenil e Junior.

Com planejamento, a natação tricolor a cada ano cresce em qualidade, montando uma infraestrutura de alto nível para formação de atletas, com destaque para: sala de musculação, sala de fisioterapia, área de nutrição, setor de avaliação física e psicológica, além da realização de filmagens subaquáticas para avaliação biomecânica e treinamentos em altitude.

O Fluminense virou um centro de excelência com uma equipe de atletas qualificada, que participam de Campeonatos Sul-americanos, Pan-Americanos, Multinations, Mundiais e Olimpíadas. Atletas como o ex-presidente do Fluminense Sylvio Kelly que conquistou títulos Carioca, Brasileiro, Sul-Americano e Mundial Universitário além de ter participado das Olimpiádas de Helsinque (1952) e de Melbourne (1956), Flávia Nadalutti, Djan Madruga, Luís Lima, Kaio Márcio de Almeida fizeram parte da equipe da natação tricolor.

Atualmente, o corpo técnico da natação do Fluminense é composto por 1 Supervisor Técnico e 7 treinadores, além de 7 Polos de Natação. O Fluminense tem atualmente nos seus quadros cerca de 300 atletas de natação federados, englobando as categorias Mirim, Petiz, Infantil, Juvenil, Júnior e Sênior.