08/11/2018 18:00 - EM
Olímpico
Superliga 18/19 é lançada em São Paulo
Campeonato começa no próximo dia 13. Flu entra em quadra no dia 16


Faltam cinco dias para o início da temporada 18/19 da Superliga, o maior campeonato de voleibol do país. Nesta quinta, 8, técnicos e atletas das equipes participantes se reuniram em São Paulo para o lançamento da competição, que completa 25 anos. Além do Fluminense,o evento reuniu representantes do Dentil/Praia Clube (MG), Sesc-RJ, Minas Tênis Clube (MG), Osasco-Audax (SP), Hinode Barueri (SP), Pinheiros (SP), Sesi Vôlei Bauru (SP), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), BRB/Brasília Vôlei (DF),
Curitiba Vôlei (PR) e Balneário Camboriú (SC). O Tricolor entra em quadra para o primeiro confronto no dia 16, às 20, quando enfrenta o Pinheiros, em São Paulo.

"A expectativa é uma temporada dura. Assim como o Fluminense, todos os times se reforçaram muito bem, mas esperamos que seja de muito trabalho e crescimento, como no ano passado. Contamos com apoio da nossa torcida nos jogos", disse o técnico Hylmer Dias.

Este ano, a equipe das Laranjeiras é composta por: Joycinha (oposta), Carla Santos e Pri Daroit (ponteiras), Ju Carrijo e Vivian Lima (levantadoras), Stephany Carvalho e Gabi Dutra (líberos). Do time anterior, permaneceram Lara Nobre, Letícia Hage, Larissa Gongra e Marcella Amaral (centrais), Giovana (levantadora), Arianne Tolentino e Pamela Sanabio (opostas), Sassá (líbero), Thaisinha, Carol Won-Held, Giovanna Fant e Julia Moura (ponteiras).

Para Emanuel Rego, diretor executivo de Esporte Olímpico e um dos maiores nomes do vôlei de praia brasileiro, o diferencial do Fluminense é o trabalho em equipe:

"O projeto do vôlei tricolor vem em ascensão. Para esta temporada temos uma equipe mais robusta, mantivemos a base do bom resultado da temporada passada, em que quase chegamos à semifinal, e esse ano trouxemos quatro atletas de nome, além da manutenção da Sassá, campeã olímpica. Trouxemos a Joyce da Turquia, a Carla, atual campeã pelo Praia Clube e a Pri Daroit. Acredito que a composição dessas novas atletas vá fazer com que a gente ganhe mais estrutura na base que tivemos no ano passado. O grande diferencial é o trabalho em equipe. Todas as atletas foram escolhidas por trabalharem em grupo. O Hylmer, nosso técnico, tem essa característica de formar equipes unidas, com foco no objetivo. E tenho fé que na Copa do Brasil, que acontece no meio da temporada, o Flu chegará numa fase maior, numa semifinal. Estou confiante. O Fluminense trabalhou bastante e estamos todos nos esforçando muito para que o projeto dê certo na temporada 18/19", disse.

Após o lançamento da Superliga feminina, houve um encontro entre técnicos, capitãs, jogadoras e representantes da arbitragem que estarão atuando ao longo da competição, para tirar dúvidas em relação a regras e conduta. A CBV colocará o sistema de desafio à disposição em todos os jogos das semifinais e finais. As partidas serão televisionadas pelos canais SporTV e TV Gazeta, além do online, no site Globoesporte.com, Canal Vôlei Brasil, da TV NSports.

Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV



Ua original
Frescatto original original
Lafe original
Tim original
Zoom original
Rappi original
Yes original original
Stx original
Brahma original
Gatorade original
Futebolmelhor original
Eurocolchoes original
Bioleve original
Puri original
Wv original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Bauerfeind original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Mazars original
Sos original
Parceiro cbc original
Grupoentreter original