12/02/2018 16:33 - EM
Futebol
Rodolfo lembra dificuldades na carreira e diz que vai brigar pela titularidade
Goleiro assinou com o tricolor por uma temporada, mas manifestou desejo de permanecer no clube por mais tempo.


Disposto ser titular do Fluminense, o goleiro Rodolfo recebeu nesta sexta-feira a camisa Tricolor durante a entrevista de apresentação no CT da Barra. Aos 26 anos, o atleta que disputou a última série B pelo Oeste, comemorou o fato de defender um grande clube e lembrou das dificuldades ao longo da trajetória no futebol.

- É uma excelente oportunidade que estou tendo. Depois de tudo que eu passei na minha carreira, tudo que aconteceu,  estou conseguindo me reerguer. É uma oportunidade que eu valorizo muito. Estou muito feliz e muito agradecido. Sei da responsabilidade de defender uma equipe tão grande. Por isso vou dar o meu máximo para conseguir a titularidade. São todos ótimos goleiros: o Marcos Felipe, o Júlio César e o De Amores. Vamos brigar dentro de campo por essa posição, quem se sair melhor vai ter a torcida dos outros - disse Rodolfo.

O Sócio-Futebol Alex Lagoas (centro) participou da apresentação do goleiro Rodolfo e do Lateral Léo

O goleiro exaltou o ambiente receptivo no novo clube e contou que uma conversa com o Diretor Esportivo de Futebol Profissional, Paulo Autuori, acabou sendo determinante para vinda para o Rio de Janeiro. Rodolfo fez questão de lembrar os percalços do passado ( entre 2012 e 2013 ficou aproximadamente um ano suspenso por doping) e disse que vive um processo diário de aprendizado.

- As pessoas dizem quem nós aprendemos com os erros, e eu já errei muito na minha vida. Por conta do uso de drogas, eu fui pego em um exame antidoping, então posso dizer que eu já fui ao fundo do poço e saí de lá. Se eu não tivesse caído no doping provavelmente estaria usando até hoje. Isso se já não tivesse encerrado minha carreira ou até algo pior. Aquele momento foi a minha salvação, foi o que aconteceu para me tirar daquele mundo. Hoje estou me reerguendo, chegando em um clube maravilhoso, que é o Fluminense. Um clube que me abre portas e eu tenho que agarrar essa chance como se fosse uma bola dentro do campo. Tenho que deixar para trás o que eu fiz e pensar em coisas boas, na minha família, porque tudo que eu fiz de errado me prejudicou bastante. Eu procura aprender a cada dia. Lutar a cada dia. A dependência química é uma doença, e eu sofro dessa doença, então não posso descuidar - ressaltou o goleiro

Rodolfo assinou com o Fluminense um contrato de empréstimo até o final da temporada, com preço de compra fixado. O jogador espera mostrar serviço para permanecer por mais tempo no clube.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Lucas Merçon/FFC





Ua original
Valeexpress original
Frescatto original original
Tim original
Thinkseg original
Lafe original
Brahma original
Gatorade original
Parceiro movimento futebol melhor original
Eurocolchoes original
Parceiro bioleve original
99 original
Puri original
Vw original
Rentv original
Nbtelecom original
Baurfeind original
Parceiro sos mata atlantica original
Parceiro cbc original