04/02/2019 14:11 - EM
Futebol | Xerém
Fruto do Guerreirinhos, Mascarenhas agradece Xerém por sua evolução
Lateral foi o primeiro atleta captado para Xerém pelo Projeto Guerreirinhos


Seja Sócio e tenha vantagens na compra de ingressos, além de descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Muito mais do que escolinhas oficias, o Projeto Guerreirinhos é um dos grandes diferenciais do Fluminense em seu sistema de captação de jovens jogadores. Ao contrário do que acontece na maioria dos clubes, as escolinhas oficiais não são produtos do marketing. Elas fazem parte do sistema de captação da academia de formação do clube e já vem rendendo bons frutos para a base tricolor. De volta ao clube, após participar do Projeto Plano de Carreira, o lateral Mascarenhas, fruto da Guerreirinhos de São João de Miriti, vem sendo um dos destaques do time nesta temporada. O jogador relembrou a sua chegada a Xerém e agradeceu o trabalho realizado para ajudá-lo em sua formação.

- Comecei com sete anos na Guerreirinhos de São João de Miriti. Depois, fui pra Xerém com nove anos e foi muito importante para mim, amadureci como atleta, virei homem. A metodologia de trabalho e a filosofia de jogo da base do Fluminense foram fundamentais na minha formação e evolução. Sempre que posso, gosto de agradecer os profissionais da base pelo trabalho e dedicação, pois me ajudaram muito - contou o lateral Mascarenhas.

O projeto Guerreirinhos é diferente diferente e inovador, que já vem trazendo resultados para Xerém. As estratégias são alinhadas entre os coordenadores do Projeto, André Medeiros e Cássio Miranda, com o diretor esportivo da base, Marcelo Teixeira e o coordenador técnico de Xerém, Marcelo Veiga. Já são mais de 30 meninos captados nas escolinhas desfilando os seus talentos na base do clube e a previsão é que este número aumente nos próximos anos.

O Projeto Guerreirinhos permite que escolinhas de futebol com a metodologia de treino de Xerém sejam abertas em qualquer lugar do Brasil, ou do exterior, desde que, claro, consigam preencher os requisitos para se tornar uma franquia. Já existem 52 escolas Guerreirinhos, sendo duas no exterior. O Projeto já começa a apresentar nomes conhecidos da torcida tricolor como o lateral Mascarenhas e o volante Rafael Resende.

As escolinhas oficiais representam muito mais do que uma escola que ensina futebol a crianças. Pelo benefício comprovado que o esporte traz aos jovens, não apenas físico, mas na parte disciplinar, o Fluminense demonstra seu interesse nobre de se solidificar cada vez mais como uma instituição que tem compromisso com a sociedade.

Comunicação FFC
Fotos: Mailson Santana/FFC





Ua original
Tim original
Rappi original
Brahma original
Gatorade original
Futebolmelhor original
Bioleve original
Bnnutri original
Puri original
Wv original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Bauerfeind original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Vaccini original
Mazars original
Sos original
Parceiro cbc original
Grupoentreter original