20/03/2017 21:00 - EM
Olímpico
Fluminense não consegue superar o Osasco e está eliminado da Superliga
Com casa cheia e o apoio da torcida, Time de Guerreiras perde o jogo e a chance de continuar na disputa


Seja Sócio e tenha vantagens na compra de ingressos, além de descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!


Emoção até o fim! A torcida tricolor lotou a Hebraica, fez festa, cantou até o último minuto, mas não deu para o Time de Guerreiras. O Fluminense se despediu da Superliga nesta segunda, 20, com derrota para o Vôlei Nestlé por 3 sets a 0 (20x25, 14x25 e 13x25). A equipe precisava vencer para forçar uma terceira partida na casa das rivais, mas não conseguiu superar as paulistas, que garantiram a vaga na semifinal.

Como os playoffs são disputados em melhor de três jogos, só a vitória interessava para as tricolores, derrotadas no primeiro confronto, em Osasco, também por 3 a 0 (25x23, 25x23 e 25x14).

Ju Costa abriu o placar para o Fluminense, que tinha a oposta Renatinha, a líbero Juju Perdigão, a levantadora Pri Heldes, a capitã Sassá nas pontas e as centrais Lara Nobre e Letícia Hage em quadra. Forte no ataque, tudo ia bem para o Tricolor, até o Osasco conseguir abrir três pontos de vantagem (6 a 3), forçando o técnico Hylmer Dias a pedir tempo logo no início do jogo. O Flu diminuiu a diferença, usou bastante o bloqueio, mas o Vôlei Nestlé se manteve à frente e fechou por 25 a 20.

O segundo tempo começou confuso para as tricolores e assim seguiu. O Osasco disparou na frente a abriu ampla vantagem (13 a 5). Hylmer conversou com a equipe e colocou Arianne e Jordane Tolentino no lugar de Pri Heldes e Renatinha, além de Ju Odilon substituindo Ju Costa. Nada parecia adiantar para o Flu, que seguia com problemas no passe e na recepção, deixando o Osasco vencer mais um set, desta vez por 25 a 14.

Na última chance de se manter vivo na partida, o time seguia sem força no ataque, enquanto o Osasco abria vantagem (15 a 5). Arianne e Sassá tentaram uma reação, mas era tarde. O Vôlei Nestlé conseguiu a vitória por 25 a 13, mas a torcida tricolor fez a festa na Hebraica e apoiou o Time de Guerreiras, que dá adeus à Superliga, após uma grande campanha que trouxe o Fluminense de volta à elite do vôlei brasileiro.

Para a capitã Sassá, a equipe está de parabéns pelo trabalho:

- Não estamos satisfeitas em deixar a competição, mas só podemos agradecer. Nosso objetivo foi alcançado, a torcida lotou a Hebraica e nós honramos a camisa do Fluminense. A emoção foi forte, estamos felizes com o apoio da comissão e de cada um que veio nos prestigiar ao longo do campeonato. É muito bom estar aqui.

Vôlei Nestlé, Pinheiros, Rexona-SESC, Dentil/Praia Clube, Brasília, Camponesa/Minas e Genter/Bauru continuam na disputa.

O Flu mostrou que veio para ficar na Superliga. A equipe terminou em oitavo lugar (16 pontos) no primeiro turno, com cinco vitórias e seis derrotas, superando o SESI-SP, o Pinheiros, o São Cristóvão Saúde/São Caetano, o Rio do Sul e o Renata/Valinhos Country, todos por 3 sets a 0. Nos outros jogos, acabou derrotado pelo Rexona-SESC por 3 a 0, mesmo placar dos revezes diante de Terracap/BRB/Brasília Vôlei, Genter Vôlei Bauru e Vôlei Nestlé. O Camponesa/Minas levou a melhor por 3 a 2, e o Dentil/Praia Clube por 3 a 1.

No returno, as tricolores venceram o Rio do Sul, o Renata Valinhos/Country e o SESI-SP por 3 sets a 1, o Genter Vôlei Bauru e o Pinheiros por 3 a 2, e o São Caetano por 3 a 0. As derrotas foram para o Rexona-SESC por 3 a 0, o BRB/Terracap/Brasília Vôlei por 3 a 1, Vôlei Nestlé por 3 a 2, Camponesa/Minas e Praia Clube por 3 a 0.

Feliz com o desempenho da equipe, o técnico Hylmer Dias falou sobre a temporada:

- Viemos da Superliga B, da Seletiva, e conseguimos ganhar o carioca em cima da maior equipe do Brasil. Tínhamos a expectativa de lutar pelo oitavo lugar e ficamos em sétimo, à frente de times tradicionais, como Pinheiros e São Caetano. Pegamos o Osasco, que briga pelo título da competição. Lutamos muito e acho que o reconhecimento da torcida mostrou o quanto as jogadoras se esforçaram, o quanto nos envolvemos e espero que na próxima temporada o Flu consiga dar mais um passo. Não ganhamos, mas o saldo é positivo e vimos o Flu brilhar no voleibol - finalizou.

Comunicação Institucional FFC





Ua original
Valeexpress original
Frescatto original original
Lafe original
Tim original
Brahma original
Gatorade original
Futebolmelhor original
Eurocolchoes original
Bioleve original
Puri original
Wv original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nb original
Bauerfeind original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Sos original
Parceiro cbc original