15/05/2018 10:00 - EM
Olímpico
Carlos Carvalho e Magali Cremona se despedem do Fluminense
Clube presta homenagem aos técnicos, que estiveram por tanto tempo à frente do polo aquático e do nado sincronizado



O Departamento Olímpico do Fluminense viveu uma noite de muita emoção. Nesta segunda, 14, com a presença de amigos, familiares, professores e diretores, o clube prestou uma homenagem aos técnicos Carlos Carvalho, do polo aquático e Magali Cremona, do nado sincronizado, que se despedem das piscinas das Laranjeiras.

"Nada do que se disser aqui será o suficiente para agradecer, não só pelo trabalho, mas pelo carinho e a dedicação que os dois tiveram ao longo de tantos anos no Fluminense. São excelentes profissionais e, mais que isso, duas pessoas de um caráter exemplar e uma garra imensa", disse Márcio Trindade, vice-presidente de Esporte Olímpico.

Magali Cremona, que comandou o nado sincronizado do clube por mais de 40 anos, é parte da história do Tricolor. Com a experiência de ter atuado nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 1984 e Seul 1988, dirigiu a seleção em cinco edições dos Pan-Americanos, o último deles no Rio de Janeiro, em 2007, quando levou a equipe à medalha de bronze. Maga, como é chamada carinhosamente pelas nadadoras, ainda esteve na comissão da Seleção Brasileira nos Jogos Rio 2016 e viu suas atletas alcançarem a melhor marca da história: a sexta colocação em uma olimpíada.

"Vivi a minha vida aqui dentro. Muitos dos que estão presentes são parte da minha história.  Minhas filhas entraram para o esporte para ter a minha atenção. Eu vivia dentro do Fluminense, aqui conheci meu marido, meus pais foram diretores e acho que fiz um bom trabalho. Deixo em boas mãos. As atletas seguem com a Twila, minha filha, e com a Maura Xavier", contou.

E se Magali é uma das maiores representantes do nado sincronizado no país, o mesmo pode se dizer de Carlos Carvalho, no polo aquático. Considerado um dos ícones da modalidade como jogador e técnico, Carlinhos comandou a equipe do Fluminense e a Seleção Brasileira, além de ter sido o capitão nos Jogos de Los Angeles 1984.

"É até difícil agradecer e não quero esquecer de ninguém. Foram 22 anos e muitas pessoas são importantes nessa caminhada. A maneira como eu fui recebido no Fluminense me fez também um tricolor de arquibancada. Fiz grandes amigos nesses 47 anos de polo e 43 como técnico. Tenho muito respeito e carinho por todos que caminharam comigo e sei que o Quito vai desenvolver um ótimo trabalho".

Ao final,  Emanuel Rego, diretor executivo de Esporte Olímpico do clube, agradeceu aos profissionais:

"Vocês contribuíram de forma fantástica e todos aqui fomos tocados por esse brilhantismo. Sabemos que o futuro, tanto do nado, quanto do polo, seguirá o caminho trilhado por vocês. Foi uma honra conviver com duas pessoas tão dedicadas".

Comunicação FFC




Ua original
Frescatto original original
Lafe original
Tim original
Zoom original
Brahma original
Gatorade original
Futebolmelhor original
Eurocolchoes original
Bioleve original
Puri original
Wv original
Bassan original
Flaviohermolin original
Rentv original
Nhj original
Nb original
Radlink original
Bauerfeind original
Thermohuman original
Bodymetrix original
Sos original
Parceiro cbc original
Grupoentreter original