08/02/2018 21:03 - EM
Xerém
Campeão em 1980, Edevaldo elogia Abel e trabalho de Xerém
Lateral que disputou a Copa do Mundo de 1982 pela Seleção Brasileira foi coordenador de integração de Xerém e atualmente é auxiliar técnico na equipe profissional


Desenvolver jogadores para a equipe principal do Fluminense é o principal objetivo de Xerém e para isso o Tricolor conta com uma mescla em seus funcionários entre ex-jogadores e acadêmicos que fazem parte das comissões técnicas da base e do futebol profissional. O ex-jogador e campeão carioca de 1980 pelo clube, Edevaldo de Freitas, é um desses profissionais que fazem da base uma referência nacional.

- Tenho muito orgulho de fazer parte deste bom e maravilhoso trabalho que é o programa de desenvolvimento de talentos do Fluminense. Eu era ligado diretamente a Xerém, como coordenador de transição, e, mesmo agora, fazendo uma outra função no futebol profissional, mais próximo do técnico Abel Braga, sigo acompanhando os jogos e vendo o desenvolvimento dos meninos. Claro que a presença de ex-jogadores como o Valber, o Leo Percovich, a minha, do Abel, e de tantos outros que não tiveram um sucesso maior na carreira de jogador somam muito neste processo, é de suma importância. Nós passamos experiência para eles do que vivemos em campo. Porém, não adianta apenas ser ex-jogador, tem que trabalhar, estudar e se aperfeiçoar. Jogar é diferente de ensinar a jogar e nossa parte é orientar os meninos da melhor maneira possível - comentou Edevaldo de Freitas, auxiliar técnico do profissional do Flu e que participou da Copa do Mundo de 1982 pela Seleção Brasileira.

Atualmente, o Tricolor tem 20 jogadores de Xerém no elenco profissional e todos eles são acompanhado de perto pelo ex-coordenador de transição do clube, que atualmente ocupa a função de auxiliar técnico na equipe profissional. Edevaldo contou que a presença do Abel é fundamental neste amadurecimento dos meninos e aproveitou para elogiar o trabalho feito em Xerém.

- O Abel é um profissional diferente, uma pessoa maravilhosa, um verdadeiro guerreiro. Sua presença é fundamental para o amadurecimento dos meninos, é o que da o toque final. O programa de desenvolvimento do Flu é uma coisa muito valiosa. É um trabalho que vem dando frutos e que certamente vai dar mais frutos ainda, cada vez mais, pode ter certeza. O trabalho feito em Xerém é bom, com profissionais dedicados. O Marcelo Veiga, o Marcelo Teixeira, a rapaziada toda da base... Eles fazem um ótimo trabalho. Aqui no profissional temos o Paulo Autuori, o Abel, a comissão, os funcionários. Eu tenho orgulho em fazer parte disso tudo. O futuro do Fluminense esta em boas mãos - completou o ex-lateral do clube.

Comunicação FFC
Fotos: Lucas Merçon/FFC





Ua original
Valeexpress original
Frescatto original original
Tim original
Thinkseg original
Lafe original
Brahma original
Gatorade original
Parceiro movimento futebol melhor original
Eurocolchoes original
Parceiro bioleve original
99 original
Puri original
Vw original
Rentv original
Nbtelecom original
Baurfeind original
Parceiro sos mata atlantica original
Parceiro cbc original