05/02/2018 20:50 - EM
Xerém
Apresentação do futsal do Flu reúne 300 pessoas no Salão Nobre
100% integrado ao programa de desenvolvimento de talentos de Xerém, profissionais apresentam o projeto dos Guerreiros das Quadras para 2018


Mais do que formar atletas, o Fluminense forma pessoas! A apresentação do futsal deste ano, em Laranjeiras, levou mais de 300 pessoas ao Salão Nobre do clube para passar aos jogadores e responsáveis um pouco do que é esperado para a temporada de 2018 dos Guerreiros das Quadras e dos Moleques de Xerém. Quem comandou a reunião foi o gerente do futsal, Ivan Proença, que teve a companhia do vice de futebol, Fabiano Camargo, do Diretor Esportivo da base, Marcelo Teixeira, e dos diretores amadores de Xerém, Paulo Bhering e Thiago Mangaba, além do meia do Sub-20, Ramon, que é oriundo do futsal tricolor.

- Uma honra muito grande estar diante de todos e poder falar que o Fluminense é um clube que valoriza o futsal. Nosso trabalho na quadra é totalmente voltado para o futebol de campo e esperamos cada vez mais termos jogadores como o Marcelo, o Gerson, o Douglas, o Ramon, do Sub-20, e tantos outros que vieram das quadras e deram orgulho aos nossos torcedores - comemorou o vice de futebol, Fabiano Camargo.

Poucos clubes no Brasil trabalham no desenvolvimento de jogadores de forma tão completa como o Fluminense. A formação dos atletas começa nas escolinhas oficiais (Projeto Guerreirinhos) ou no futsal, passa por Xerém e pode terminar na Europa no STK Fluminense Samorin.

- Quando me perguntam pelo Brasil e até mesmo no mundo qual o segredo de Xerém para revelar tantos jogadores, todos os anos, a todo momento, eu costumo dizer que é a paixão e o profissionalismo envolvido em todo o processo de formação dos nossos atletas. O trabalho começa aqui, com os mais novinhos do futsal, ou das escolinhas oficiais, passa por Xerém e pode terminar no Samorin. Vejo o rosto dessas crianças e lembro de quando via o Marcelo, o Douglas, o Gerson, o Ramon, o Wellington Silva bem novinhos, ainda começando o seu processo de formação. Queremos cada vez mais termos jogadores aqui do futsal em Xerém. Uma caminhada longa, muitas vezes difícil, mas que certamente vale a pena ser percorrida por cada um aqui presente - disse o Diretor Esportivo da Base, Marcelo Teixeira.

No encontro foi apresentado aos responsáveis pelos meninos toda a metodologia de formação do Fluminense, o Plano de Carreira do clube e a importância do tripé família, atleta e instituição na formação dos Moleques de Xerém.

- O futsal faz parte da base do Fluminense e é totalmente integrado com Xerém e o restante do clube. Todos nós falamos a mesma língua. Pudemos mostrar também a nossa hegemonia nos últimos três anos com títulos em todas as categorias. As pessoas precisam entender que quando falamos de trabalho de base, de Xerém, de futsal, de Guerreirinhos, de Samorin, estamos falando de todo um processo. Um trabalho que leva anos e que vem crescendo a cada temporada. Vamos formar cada vez mais atletas, cada vez mais pessoas, cada vez mais vencedores - contou o gerente de futsal e coordenador pedagógico, Ivan Proença.

O Fluminense é um dos poucos clubes do Brasil que têm o futsal voltado para a formação de jogadores para o futebol de campo. O esporte, celeiro de craques por todo o mundo, é ligado diretamente à diretoria de Xerém e possui grande integração com atletas e profissionais das duas áreas. Atualmente, mais de 100 meninos oriundos do futsal desenvolvem seus talentos em Xerém. Entre eles o atacante do Sub-20 Ramon, que fez sua estreia no profissional contra o Boavista, pela Taça Guanabara deste ano.

- Quando cheguei aqui lembrei dos meus sonhos. Eu cheguei no Fluminense com seis anos e tinha como primeiro sonho atuar com a camisa do Fluminense. Eu vim das peladas da comunidade e pude vestir em um jogo pelo futsal pela primeira vez, ainda no banco, a camisa do clube. Depois meu sonho era chegar em Xerém. Não foi fácil, mas cheguei, joguei virei titular, fui convocado pela Seleção Brasileira. Hoje meu sonho é jogar pelo profissional do Fluminense, vencer, ganhar títulos e dar alegria aos torcedores. Fiz meu primeiro jogo, mas sei que ainda tenho muito pela frente, muitos sonhos a realizar e agradeço tudo ao Fluminense e a minha família, pois eles juntos, me ajudaram. Eu cheguei aqui uma criança e hoje tenho orgulho em saber que aqui no Fluminense eu virei um adulto - disse Ramon.

Texto: Comunicação/ FFC
Fotos: Mailson Santana/ FFC





Ua original
Valeexpress original
Frescatto original original
Tim original
Thinkseg original
Lafe original
Brahma original
Gatorade original
Parceiro movimento futebol melhor original
Eurocolchoes original
Parceiro bioleve original
99 original
Puri original
Vw original
Rentv original
Nbtelecom original
Baurfeind original
Parceiro sos mata atlantica original
Parceiro cbc original